Qual é o seu Flow? – Para Malhar

flow-malhar

A série de vídeos para revelar o “Flow” de momentos marcantes dos brasileiros continua com a hora de malhar. O “Flow” representa a descoberta musical na Deezer, um recurso exclusivo que lança sugestões personalizadas de músicas para os usuários baseadas em sua experiência na plataforma de streaming número 1 do Brasil.

Esta ideia é inspirada no projeto “Hey, you! What song are you listening to?”.

Veja o vídeo:

Confira a playlist:

DEEZER E EDJING REFORÇAM PARCERIA COM NOVA VERSÃO DO APLICATIVO

edjing

 

Deezer, a maior plataforma de streaming do Brasil, e edjing, primeiro aplicativo DJ do mundo, reforçam sua parceria com o lançamento da nova versão do aplicativo edjing. Mais social, inteligente e intuitiva, a versão apresenta uma série de novas funcionalidades, incluindo três grandes inovações idealizadas para melhorar radicalmente a experiência geral do usuário:

  • edjing Mundo: uma rede social para edjers, que conecta aspirantes a DJs ao redor do mundo e os ajuda a compartilhar e a descobrir novas mixagens.
  • Pesquisa Global: dá aos fãs de música acesso instantâneo a mais de 50 milhões de faixas em um clique – navegando a partir de tudo o que a Deezer tem para oferecer, além de iTunes e SoundCloud.
  • Interface Redesenhada: o novo design facilita a navegação dos usuários por meio dos novos recursos.

 

Além disso, o novo app garante acesso aperfeiçoado e ampliado a compartilhamentos em redes sociais, armazenamento ilimitado na nuvem e uma função de “playlist atual”.

”Quando começamos a parceria com a edjing, há mais de dois anos, tínhamos o objetivo comum de dar novas oportunidades para DJs aspirantes e inovar suas técnicas. Hoje, queremos proporcionar características cada vez mais inovadoras para os fãs de música, ajudando-os a descobrir mais da música que eles adoram”, afirma Daniel Marhely, fundador da Deezer.

Segundo Jean-Baptiste Hironde, CEO da edjing, em 2012, edjing e Deezer tinham a ambição de inovar no campo de mixagem de faixas de música. “Isso é o que temos feito desde então. A partir de hoje, com a nova edjing, os usuários poderão desfrutar de uma experiência de DJing ainda mais rica. Com estas evoluções e a integração otimizada com a Deezer, edjing reforça sua posição como o aplicativo DJ mais forte atualmente no mercado”.

O aplicativo é compatível com iOS, Android, Amazon e Windows 8.

A Little Music World Tour – no Brasil

anibal

O projeto “Little Music World Tour” passou pelo Brasil!

Uma família viaja o mundo descobrindo países através da música – e, de quebra, grava uns vídeos incríveis ao vivo com artistas locais. Peggy, Fred e o pequeno Miles estão na estrada desde outubro de 2013 e, em passagem pelo Brasil, gravaram com quatro artistas.

Em Salvador, o promissor Aníbal – foto acima – cantou “Te amo pra sempre”, uma bela canção original; e Betho Wilson mostrou também duas músicas de trabalho.

Na cidade maravilhosa, Bianca fez sua releitura de “We Can’t Stop” (Miley Cyrus), enquanto a linda Mahmundi mostrou “Vem”, direto de Santa Teresa.

Pra quem tinha dúvidas de que o Brasil é lindo sim, é só dar o play nos vídeos e ver um pouco mais sobre tudo isso no inapp, dentro da Deezer. Clica AQUI, vai.

Deezer’s Shortcut Series – Especial Copa do Mundo: Espanha

Deezer-Shortcut-WC-Spain

Mesmo sendo eliminados da Copa do Mundo deste ano na fase de grupos, a Espanha tem sido uma verdadeira força no futebol mundial na última década. É o berço de ótimos jogadores (e do Fernando Torres), mas o interessante do time de futebol espanhol é que ele sempre foi maior que a soma de suas partes. E a Espanha tem muito a oferecer musicalmente também – abaixo vamos dar uma olhada em alguns artistas espanhóis essenciais a partir das últimas décadas

1978

É difícil acreditar agora – com todo o seu domínio ao longo dos últimos anos – que a seleção espanhola não era considerada uma grande força do futebol em toda a segunda metade do século 20. O time La Roja foi apenas qualificado para um grande torneio internacional nos anos setenta, a Copa do Mundo na Argentina em 1978 – e mesmo assim eles foram eliminados na fase de grupos.

Foi nessa época que um dos mais bem sucedidos guitarristas do flamenco espanhol de todos os tempos começou a ganhar popularidade. Em 1973, Paco de Lucía, descrito por Eric Clapton como uma “figura titânica no mundo da guitarra flamenca”, lança um de seus álbuns mais aclamados, “Fuente Y Caudal”. Nesse álbum, a faixa “Entre dos Aguas”, com seu contagiante ritmo de rumba e seus incrivelmente rápidos dedilhados de violão, tornou-se uma de suas músicas mais conhecidas. Paco de Lucía infelizmente faleceu no início deste ano, mas sua influência continuará sendo enorme por muito tempo.

1982

A falta de sucesso no cenário internacional da Espanha não os impediu de sediar a Copa do Mundo de 1982. As esperanças de uma campanha de sucesso eram altas, mas a segunda eliminatória da Espanha colocou-os contra a Bélgica, que claramente não tinha lido o roteiro. A Espanha foi eliminado nos pênaltis, e o gerente espanhol José Santamaría foi demitido logo depois.

No entanto, a música espanhola foi se tornando cada vez mais popular em todo o mundo na época, em grande parte graças a Julio José Iglesias de la Cueva, mais conhecido simplesmente como Julio Iglesias. O mais bem sucedido artista latino de todos os tempos (e ex-goleiro do Real Madrid), conquistou um single de número 1 nas paradas britânicas em dezembro de 1981 com “Volver a Empezar (Begin the Beguine)”. Ele passou a vender mais de 100 milhões de discos em todo o mundo – embora ele nunca mais tenha chegado ao topo das paradas britânicas novamente.

2002

A Copa do Mundo no Japão e Coréia de 2002 foi um outro momento para se esquecer da Espanha – mas desta vez não foi por culpa própria. Depois de vencer todos os jogos em seu grupo e bater a Irlanda na segunda rodada, eles vieram para cima no jogo contra a Coreia do Sul nas quartas de final. Graças a algumas decisões da arbitragem muito questionáveis ​​(longe de ser o único caso em que os co-anfitriões se beneficiam por conta de arbitragem suspeita neste torneio), a Espanha foi eliminada nos pênaltis, depois de ter tido dois gols perfeitamente bons anulados pelo árbitro Egípcio Gamal Al-Ghandour.

Mas nem todas as notícias são ruins. O início do século 21 viu um renascimento mundial da música latina, com Shakira, Jennifer Lopez e Ricky Martin rompendo o mainstream internacional. O maior artista espanhol nesse momento era Enrique Iglesias, que lançou “Escape”, seu segundo álbum em Inglês, em outubro de 2001. Se Enrique Iglesias estava seguindo os passos de seu pai, Julio, até agora, vimos ele indo mais além, conquistando grande espaço nas paradas britânicas tanto com seu single “Hero” quanto com seu álbum “Escape”, simultaneamente – quase exatamente 20 anos depois de “Begin The Beguine”.

2012

Com a vitória no Campeonato Europeu de 2012, seu terceiro grande torneio internacional conquistado, La Furia Roja foi considerado um dos melhores times do século. Com reis do sistema “tiki taka” do jogo – a estratégia mais eficaz de jogo desde o sistema “totaalvoetbal” praticado pelos holandeses nos anos 70 – o time espanhol reinou por mais de meia década, mantendo-se invicto por 35 jogos consecutivos entre 2006 e 2009.

Em 2012, Barcelona estava realmente começando a ser reconhecida no mundo da música, sediando dois grandes festivais internacionais: Sónar e Primavera Sound. Essa grande força começou a surgir a partir de artistas locais, que começaram a se destacar, como o produtor John Talabot, que nesse mesmo ano lançou seu álbum “ƒIN”. Talabot continua sendo até hoje um dos mais talentosos nomes da música eletrônica da década.

Quer aprofundar um pouco mais? Confira a lista abaixo!

Qual é o seu Flow? – Dia de Jogo

L01_cartelas_tela_1

A Deezer começa nesta segunda-feira uma série de vídeos para revelar o “Flow” de momentos marcantes dos brasileiros. O “Flow” representa a descoberta musical na Deezer, um recurso exclusivo que lança sugestões personalizadas de músicas para os usuários baseadas em sua experiência na plataforma de streaming número 1 do Brasil.

Partindo desse conceito, a Deezer lança em seu canal no Youtube o primeiro vídeo da série “Qual é o seu Flow”, que tem como tema “Dia de Jogo”. O vídeo “Qual é o seu Flow” acabou gerando também a primeira playlist verdadeiramente “crowdsourced”, com músicas ouvidas por torcedores nas ruas de São Paulo. Esta ideia é inspirada no projeto “Hey, you! What song are you listening to?”.

Veja o vídeo:

 

Confira a playlist:

Deezer + Chromecast!

Captura de Tela 2014-06-24 às 16.34.11

Hoje estamos muito felizes de anunciar nossa integração com o Google Chromecast, unindo música, mobile e TV para a melhor experiência de entretenimento em casa! Usando a última versão do aplicativo, os usuários Premium+ poderão acessar todos os seus recursos preferidos na sua TV usando o Chromecast.

A integração inclui a introdução de um novo recurso que permite interação entre vários usuários da Deezer no aplicativo da TV ao mesmo tempo. Você pode combinar suas músicas favoritas com as dos seus amigos, junto com recomendações dos Deezer Editors. Sem brigas pelo que tocar em seguida – use seu celular como controle remoto para navegar pelo aplicativo e encontrar seus artistas favoritos. Além disso, um novo design otimizado coloca a arte da capa sob os holofotes, o que significa que sua música vai ficar perfeita para ouvir e ver!

Daniel Marhely, fundador da Deezer, disse: “Nós queremos que os fãs de música possam aproveitar a descoberta musical sem limites. Nós já estamos disponíveis em mais dispositivos que qualquer outro serviço e acreditamos que, com a integração com o Chromecast, podemos quebrar ainda mais as barreiras.”

Faça o Download do aplicativo Deezer para iPhone e Android, conecte seu Chromecast com sua TV, e comece a selecionar suas músicas preferidas!

Deezer para Chromecast está disponível a partir de 25th de Junho para assinantes Premium+ nos seguintes países: Brasil, Coreia do Sul, Austrália, Canadá, Suíça, Bélgica, Holanda, Finlândia, Suécia, Noruega, França, Alemanha, Inglaterra, Espanha, Portugal etc.

Novo app Deezer traz um som inigualável

hq

As novas versões do app Deezer para usuários Premium+ de iPhone e Android trarão funcionalidades incríveis como qualidade de áudio melhorada (Alta Qualidade, até 320kbps), o que significa áudio perfeito onde quer que você esteja. O app atualizado também apresenta crossfading e equalizador, te permitindo o máximo controle de como suas músicas preferidas podem soar. Você poderá escolher entre uma série de definições de áudio que combinam melhor com o tipo de música que está ouvindo, do rock ao clássico. Audiófilos em todo o mundo estão chorando de emoção! :)

IMPORTANTE: Esta atualização vai deletar todas as suas músicas sincronizadas. Portanto, para ouvir offline, você terá de ressincronizar seus álbuns e playlists favoritos assim que a atualização estiver completa. Mas confie em nós, vai valer a pena!

Deezer’s Shortcut Series – Especial Copa do Mundo: Itália

italia
A Itália é com certeza um dos times gigantes do mundo. Perdendo o primeiro posto apenas para o Brasil em termos de número de taças da Copa, o passado do time é conturbado – mas um dos que mais produziu momentos dramáticos nos campos mundiais.

Musicalmente falando, a Itália também tem muito a oferecer. Mesmo que seja melhor conhecida internacionalmente por sua música clássica (e clássica moderna), o país produziu muitos dos artistas importantes e influentes, compositores e produtores de todos os gêneros durante as últimas décadas – e vamos ver alguns deles abaixo.

1966

Tendo ganho duas das copas na época, de apenas três disputadas, o time italiano sofreu uma grande perda em 1949, quando um avião que transportava praticamente o time de Torino A.C inteiro bateu numa montanha próximo a Turin. Muitos jogadores faleceram no acidente. Como a seleção dependia muito dos jogadores de Torino na época, o acidente foi um desastre em todos os sentidos possíveis. Ele resultou na decadência do futebol italiano por muitas décadas. A Azzurra não passou das fases de grupo em sequer uma Copa do Mundo nos anos 50 ou 60 – embora tenham sido o melhor time europeu na copa de 68.

Entretanto, graças à grande expansão da indústria cinematográfica nos anos 60, um certo compositor de Roma foi se tornando inacreditavelmente famoso em torno do mundo inteiro. Com filmes como “A Fistful Of Dollars” e “The Good, The Bad And The Ugly”, o diretor Sergio Leone começou a liderar uma revolução no cinema, com trilhas sonoras feitas pelo incrível Ennio Morricone. Os filmes começaram a se tornar grandes ícones de sucesso, assim como sua trilha. E o talento de Morricone não passou despercebido pelo mundo esportivo – ele compôs a música oficial da Copa do Mundo de 1978, na Argentina.

1982

Nos tempos de 1982, o time da Itália já tinha voltado a fazer seu melhor. Depois de conquistar o segundo lugar na copa de 1970 e chegar às semi-finais em 1978, o mundo viu o goleiro quarentão Dino Zoff liderando a Azzurra na sua terceira vitória de copas do mundo. O time contou com o artilheiro Paolo Rossi, que ganhou os prêmios Bola De Ouro e Chuteira De Ouro, e foi eleito o melhor jogador da copa.

A geração da época também viu uma nova onda de música italiana dando voltas pelo mundo. Apareceu, então, o padrinho da música Disco italiana, Giorgio Moroder! Ele mudou a face da música eletrônica para sempre quando, um pouco antes, nos anos 70, redefiniu, juntamente com Donna Summer, o que era Disco. Nos anos 80, produziu alguns dos grandes hits como “Take My Breath Away” – Berlin e “Flashdance… What A Feeling” – Irene Cara. Mesmo que esses projetos tenham resultado em um imenso sucesso comercial para Moroder, era, sem dúvida, o seu menos conhecido trabalho que provou ser o mais influente.

1990

Enquanto a Copa da Itália de 1990 foi memorável por muitas razões – as lágrimas de Gazza, os quadris de Roger Milla, a catarrada de Frank Rijkaard e a frieza de Rudi Voller – o futebol italiano não foi dos melhores. O torneio tornou-se definido pelo estilo excessivamente defensivo de jogo e a falta de objetivos, com os anfitriões nocauteados nos pênaltis na semi-final pela Argentina, que perdeu para a Alemanha Ocidental na final em Roma.

No entanto, embora a qualidade do futebol tenha ter sido abaixo das expectativas, a música não foi. A versão de 1972 que Luciano Pavarotti fez para “Nessun Dorma” – melodia incrivelmente empolgante da ópera Turandot, de Puccini – foi usado pela BBC como seu tema oficial da Copa do Mundo. Um novo hino do esporte surgiu. Isso rendeu uma enorme onda de popularidade, com a canção atingindo #2 nas paradas do Reino Unido.

Nos anos 90 também pode-se presenciar o lançamento do primeiro álbum de idioma inglês do astro italiano Zucchero Fornaciari. “Zucchero Sings His Hits In English” foi uma fusão de seus dois álbuns de maior sucesso “Blue’s” e “Oro Incenso e Birra”, cantadas na língua inglesa. Zucchero fez um dueto de sua mais famosa canção “Senza Una Donna (Without A Woman)” com Paul Young, assim tornando-a um hit top 10 em toda Europa no ano de 1991. O cantor passou a se tornar uma das maiores exportações italianas de todos os tempos, vendendo mais de 50 milhões de discos em todo o mundo.

Quer aprofundar um pouco mais? Ouça uma playlist das melhores músicas italianas:

Middlemist Red, nosso Young Gun!

young guns

 

E os resultados finalmente saíram! 

A Deezer Young Guns é uma competição internacional para evidenciar brilhantes novos artistas do mundo inteiro. Nossos editores selecionaram 27 artistas locais que acharam que mereciam ser reconhecidos mundialmente. Entre esses 27, 4 finalistas foram escolhidos para concorrer ao posto de Young Gun. Essa parte era com vocês, que pelo aplicativo no nosso site escolhiam o artista que mais gostavam e assim ajudavam a escolher o vencedor. Para dar pontos aos artistas você devia ouvir, favoritar e adicioná-los à sua biblioteca Deezer.

Com os resultados analisados no último fim de semana, apresentamos orgulhosamente que a banda de pshyc rock, de Budapeste – Hungria, Middlemist Red é a nossa vencedora! Eles geraram milhares de plays ao redor do mundo, ganhando fãs da Nova Zelândia ao Peru. Nós vemos muito potencial na banda e estamos muito felizes de poder dar a eles uma mãozinha promovendo seu novo EP e futuramente seu álbum na Deezer.

 

Além disso, foi a primeira vez que os outros finalistas também tiveram a chance de alcançar uma audiência global por um serviço de streaming. É sempre muito bom ver a reação de novos fãs!

Parabéns a todos que participaram, principalmente aos nossos 3 outros finalistas:

 

E é claro, muito obrigada a todos vocês que apoiaram esses incríveis novos talentos!

Deezer’s Shortcut Series – Especial Copa do Mundo: Brasil

Deezer Shortcut WC BRASIL

A raça e a bravura do futebol brasileiro não são segredos para ninguém. Não é à toa que o país é o de maior sucesso e títulos dentre todas as copas: deu à luz os maiores jogadores do mundo como Ronaldo, Roberto Carlos, Garrincha, Ronaldinho Gaúcho e, é claro, Pelé. Além disso, o país é berço de algumas lendas da história da música. Então vem com a gente, que vamos te mostrar algumas delas!

1962

Em 1962, o Brasil presenciou seu time vencer a segunda Copa do Mundo seguida, desta vez, dando uma lavada na Tchecoslováquia na final, lá em Santiago – Chile. Foi um campeonato difícil, nossa estrela, Pelé, se lesionou. Mas, mesmo assim, nossos heróis Garrincha e Vavá fizeram vários gols que levaram o time ao título.

Nessa época, no Brasil, começaram a aparecer também alguns músicos de sucesso. No mesmo ano, 1962, Pery Ribeiro gravou a versão original da música “Garota de Ipanema” – uma das mais reconhecidas músicas brasileiras – que se tornou um grande sucesso internacional quando interpretada por João Gilberto e Stan Getz no prêmio Grammy de 1963, onde ganharam melhor álbum com Getz/Gilberto.

1966

A copa de 1966, na Inglaterra, viu o Brasil sendo eliminado na fase de grupos sob conflitos internos e a crescente exigência física da competição – que causou, mais uma vez, a saída de Pelé no início do torneio. O time inglês aproveitou e venceu o torneio em frente a quase 100 mil torcedores no Wembley Stadium, em 30 de julho.

Nesta mesma época, Sergio Mendes & Brasil ’66 lançava seu primeiro álbum sob o selo Herb Alpert‘s A&M Records. Na metade dos anos 60, a música popular brasileira crescia, com nomes como Jorge Ben e Chico Buarque trazendo cada vez mais riqueza para a música brasileira. Em Herb Alpert Presents…, Mendes trouxe ao seu som brasileiro uma roupagem definitivamente internacional. Com a participação da talentosa americana Lani Hall (a única gringa do grupo) e cantado parcialmente em inglês, ficou famoso pela faixa de abertura ‘Mas Que Nada’, que acabou se tornando, desde então, um hino brasileiro. Apesar de ter sido lançada alguns anos antes pelo gênio Jorge Ben, e ter ganhado até cover do Black Eyed Peas e vários outros, é a versão de Mendes que se mantém conhecida no mundo inteiro.

1970

1970, no México, vimos o time brasileiro em seu auge. Com nomes como Pelé, Jairzinho, Rivelino e Tostão, essa seleção é tida como a melhor já vista, ganhando não somente todos os jogos do torneio, mas todas as partidas qualificatórias também. Foi o tri da seleção brasileira, e, de quebra, ficamos com o troféu Jules Rimet para sempre.

De qualquer forma, em casa o cenário não era tão bom. O Brasil se tornava um estado cada vez mais repressivo sob a ditadura militar de Emílio Médici, com as torturas se tornando comuns e a censura midiática em ascensão. Foi neste momento que o movimento Tropicália começou, repercutindo até mesmo no resto da América Latina. Misturando música tradicional brasileira com o rock’n’roll americano e inglês, as canções de tons políticos e provocadores eram vistas com suspeita pelo governo Médici. Caetano Veloso Gilberto Gil foram presos. Foi por esse cenário tão cinza que a vibrante e colorida tropicália tornou-se ainda mais crucial. Seu manifesto musical foi Tropicália: ou Panis et Circencis, uma colaboração de 1968 entre Gil, Veloso e vários outros músicos brasileiros – considerado um dos mais importantes discos da história.

2002

A virada do milênio viu o retorno à velha forma do futebol brasileiro, após uma relativa decepção no palco mundial durante as décadas anteriores. Com Ronaldo, Rivaldo e Ronaldinho com poder de fogo (marcando 15 gols entre eles), o Brasil levantou o troféu da Copa do Mundo pela quinta vez em 2002 – Japão e Coréia do Sul.

A música brasileira também ressurgia em popularidade global. Seu Jorge já havia lançado seu debut em 2001 mas, com sua aparição em ‘Cidade de Deus’, o filme de Fernando Meirelles de 2002, o disco foi relançado internacionalmente sob o nome Carolina. Parcialmente graças a sua carreira como ator (ele também participou de The Life Aquatic with Steve Zissou) Seu Jorge tornou-se um dos mais conhecidos músicos brasileiros da modernidade.

2006

Em 2006, Rivaldo não fazia mais parte do time, e Ronaldo e Ronaldinho não estavam em seu melhor momento. Sem os três Rs, a Seleção foi uma sombra do que tinha sido, e foi eliminada pela Holanda nas quartas-de-final, cortesia de Wesley Sneijder com dois gols.

Mas a música brasileira estava se renovando mundialmente, se tornando cada vez mais ousada e soando cada vez mais internacional. A banda que incorporou tudo isso, mais que qualquer outra, foi o CSS, “Cansei de ser sexy”, que misturava a energia sexual do funk com um ensolarado dance-punk, criando um som cool e divertido que era (e ainda é) ouvido nos cantos hipsters de São Paulo a Nova York, Londres e além.


* * * * * * * * * * * * * * * * * * * *

Quer mais música brasileira? A playlist abaixo te leva mais longe…

Claro que tem várias músicas incríveis nos países da Copa do Mundo. Leia nosso Shortcut Series especial Copa do Mundo da França ou Alemanha!